As substâncias psicodélicas, como o LSD, o ecstasy, a ayahuasca e a psilocibina dos cogumelos, têm, para as doses justas e sob controle médico, um grande potencial para o tratamento de distúrbios psicológicos e neurológicos, vícios, depressão e outros traumas.

Novas pesquisas com estas drogas estão abrindo um campo muito promissor para a medicina, apesar de que não gozam de muito boa fama. Por exemplo, os Estados Unidos vive uma epidemia nacional de overdose de opiáceos com mais de vinte mil mortes anuais.

Nas farmácias do país se podem conseguir com receita potentes analgésicos derivados do ópio, como o fentanilo e o oxycontin, e na rua que circulam narcóticos ilegais, como a heroína, considerada a segunda droga mais perigosa do mundo por trás do álcool, de acordo com a lista de David Nutt, diretor de Neurofarmacología do Imperial College de Londres.

No entanto, ser feita com drogas psicodélicas, como o LSD, que ocupa a antepenúltima posição da mesma lista, é muito mais difícil. E isso que esta substância, que sintetizou pela primeira vez, o químico suíço Albert Hofmann em 1938, está sendo considerada por parte da investigação médica de vanguarda, como um possível remédio terapêutico para certos males.

As drogas psicodélicas são caracterizados por que provocam alterações profundas na percepção da realidade e o estado de consciência, excitação extrema dos sentidos, mudanças no comportamento e até mesmo alucinações. Sob seu influxo, eles podem ver imagens, ouvir sons e viver sensações bem diferentes das que se experimentam durante a vigília.

Na década de sessenta, se fizeram muito populares entre os jovens norte-americanos e europeus, que protagonizaram a contracultura. Mas tudo mudou em 1971, quando a Convenção das Nações Unidas sobre Substâncias Psicotrópicas proibir o uso do ácido e outras drogas por seus possíveis danos à “saúde física e moral da humanidade” e porque não tinham uma aplicação terapêutica conhecida.

Mas estes produtos não só têm usos recreativos, mas um grande potencial médico. “O que aconteceu a partir dos anos setenta foi uma tragédia humanitária; a guerra contra as drogas é um genocídio”, afirma Enzo Tagliazucchi, físico e matemático da Universidade de Buenos Aires (Argentina) dedicado a estudar a interação de psicotrópicos, com o cérebro.

Há que esclarecer que o conceito de droga –qualquer agente químico que atua sobre o sistema nervoso central e produz alterações temporárias da percepção, o humor, o estado de consciência e a condutainclui as drogas psicodélicas. Mas terminologias à parte, o importante é que a regulação restritiva de psicotrópicos e, portanto, das drogas psicodélicas impediu a investigação científica sobre seus efeitos terapêuticos, que agora tornaram-se a postular como uma nova porta de entrada para o conhecimento do eu e da mente humana.

Depois de décadas de silêncio, estas substâncias emergem de novo como uma oportunidade para tratar muitas condições psiquiátricas e distúrbios mentais. “Usadas de forma responsável e com a devida precaução, as drogas psicodélicas podem ser para a psicologia e a neurociência e o que o microscópio é para a biologia e a medicina, ou o telescópio para a astronomia”, escreveu o pioneiro nos estudos com LSD Stanislav Grof, um dos poucos cientistas que se seguiu pesquisando na clandestinidade. O esforço deste checo, impulsor da psicologia transpessoal, não tem sido em vão.

Scientific American anunciou em 2014 que essas substâncias serão “o próximo grande avanço no tratamento da saúde mental”. Os compostos alucinógenos sempre estiveram presentes na história da humanidade.

Muitas tribos indígenas e de outras culturas milenares foram empregado em rituais, enquanto que a vida moderna nos foi deslocado de preferência para o consumo lúdico. Mas não somente deveriam ser vistos como drogas recreativas. “São substâncias extremamente potentes que têm que ser tratadas com respeito”, diz Robin Carhart-Harris, responsável do grupo de investigação em psicadélicos do Imperial College de Londres, e o primeiro cientista do Reino Unido que, desde a sua proibição, usou LSD em seus ensaios clínicos. Seu chefe, o referido neuropsicofarmacólogo David Nutt, denuncia que esta situação tem impedido durante mais de meio século de fazer experimentos para testar novos psicofármacos que dessem resposta a distúrbios como as adicções, depressão e stress pós-traumático, entre outros.

As feromonas são essas substâncias químicas segregadas por seres vivos, que transmitem sinais com o objetivo de provocar um comportamento específico, seja agressivo ou sexual, em outro indivíduo da mesma espécie. Agora, um experimento realizado com roedores mostra de que forma os diferentes circuitos cerebrais, os machos e as fêmeas tornam os sinais químicos no comportamento agressivo ou sexual, respectivamente.

Sabemos que as feromonas fazem com que algumas pessoas nos eram mais atraentes do que outras, mas pouco mais se sabe sobre o mecanismo exato que torna isso possível. Nos animais, por exemplo, o sentido do olfato desempenha um papel chave na regulação das respostas instintivas. E os humanos?

Uma equipe de pesquisadores liderada por Kazushige Touhara, professor da Escola de pós-Graduação de Agricultura e Ciências da Vida da Universidade de Tóquio (Japão), propôs-se analisar de que forma as feromonas masculinas melhoraram o comportamento sexual em ratos fêmea.

Você também pode gostar: Curiosidades científicas sobre a masturbação

“É sabido que algumas substâncias químicas, especialmente os odores, podem afetar os comportamentos instintivos dos animais, mesmo no primeiro contato. Supomos que existe um mecanismo neuronal no cérebro que conecta corretamente a informação sensorial importante para os centros comportamentais adequados no cérebro”, esclarece Touhara.

Por isso, os cientistas analisaram uma feromona masculina, ESP1 (exocrine glandsecreting peptide 1), que tem demonstrado estimular o comportamento sexual em ratos fêmeas e o comportamento agressivo em camundongos machos. Estas glândulas de secreção externa são diferentes de outras feromonas, porque se trata de um químico que corresponde a um único receptor, o que facilita o seu acompanhamento.

 

 

Além da saúde são as modas, e há uma que continua a ganhar adeptos a cada dia: comer alimentos sem glúten, uma opção que, sem razão que o justifique, é considerada a mais saudável, em alguns setores da população. E isso, apesar de que as investigações e os dados confirmam o que muitos médicos já têm denunciado: que a proporção de indivíduos celíacos ou afetados pela doença de intolerância ao glúten, entre a população permanece nos mesmos avalies. confirma um novo estudo publicado na revista JAMA Internal Medicine.

Os resultados, que analisam os dados das pesquisas sobre saúde e nutrição realizadas nos Estados Unidos entre 2009 e 2014, revelam que a prevalência de doença celíaca na população tem se mantido constante, enquanto que cada vez mais pessoas comem alimentos sem glúten e retirar de sua dieta, o pão, os cereais, massas e outros derivados do trigo. O glúten é uma substância pegajosa e parduzca formada por proteínas, contida exclusivamente na farinha de cereais de sequeiro, principalmente o trigo, a cevada, o centeio e a aveia, ou qualquer de suas variedades e híbridos, como a espelta, espelta ou o kamut. O glúten deve ser o caráter elástico da massa de farinha.

As 22.278 pessoas maiores de seis anos que participaram das pesquisas, 106 (0,69%) eram intolerantes ao glúten e haviam sido diagnosticados como celíacos, enquanto 213 (1,08%) mantinham uma dieta isenta de glúten, apesar de que não sofriam nenhuma doença que o justificasse. Segundo os pesquisadores, liderados por Hyun-Seok Kim, da Escola de Medicina Rutgers, de Nova Jersey, “esses números podem extrapolar para todo o país, pelo que se estima que há 1,76 milhões de pessoas com a doença celíaca e 2,7 milhões de pessoas nos estados unidos. EUA. que seguem uma dieta livre de glúten, apesar de não estar diagnosticados”. No período estudado, a prevalência de doença celíaca tem permanecido estável (0,70% em 2010, de 0,77% em 2012 e 0,58% em 2014), mas a adesão a uma dieta sem glúten por parte de pessoas que não são celíacas passou de 0,52% em 2010 1,69% em 2014.

Segundo as conclusões do estudo, o crescente interesse por seguir uma alimentação sem glúten por pessoas que não sofrem da doença celíaca pode ser causado por uma variedade de fatores: a falsa percepção, por parte das pessoas de que comer sem glúten é mais saudável e pode ajudá-los a perder peso, a crescente disponibilidade de produtos sem este composto em supermercados ou a tendência autodiagnosticarse.

Em todo o caso, esta corrente não é exclusiva dos Estados Unidos. No Reino Unido, por exemplo, 60% dos adultos compraram algunan algum produto sem glúten, de acordo com uma pesquisa, e em 10% dos lares britânicos há algum indivíduo que pensa que o glúten faz mal para a saúde. Em Portugal, há pessoas que se apontou a esta tendência de alimento, pois pensa que ajuda a emagrecer. Mas frente a outras dietas milagre em que se suprime sempre algum alimento essencial, a decidir imitar os hábitos nutritivos de um celíaco deveriam, ao menos, contar coln o aconselhamento de um especialista.

A Federação de Associações de Celíacos do Brasil (FACE) advertem de que não existem estudos científicos que avaliam que uma dieta para emagrecer sem glúten tenha mais sucesso do que outra com glúten. Quando uma pessoa quer fazer um regime para perder peso, você deve se consultar com um nutricionista. E é que os produtos que são elaborados para o coletivo de celíacos, como massas, pizzas, pães ou bolachas sem glúten, contêm principalmente hidratos de carbono, pelo que devem ser controlados, se o objetivo é emagrecer.

O feliz que o seu parceiro faz pode ser determinado pela quantidade de sexo que seus amigos acham que você está tendo, se é que você é um narcisista sexual, claro. Esta é a conclusão de um estudo levado a cabo por investigadores da Universidade de Toronto (Canadá).

Os narcisistas sexuais chegam a usar produtos para aumento peniano como Libid Gel, Hot Grow, Volumão entre outros para provar a parceira o seu desempenho sexual.

A chave do narcisista sexual é servir-se do outro para a satisfação ou prazer de si mesmo, isto é, eu te amo e quero estar contigo se me complaces, me mimas, se desvives por mim… o único que é importante na relação que é ele. Não há que confundir com o narcisista típico, pois o narcisista sexual tem tendência a explorar outras pessoas, falta de empatia, sentimentos de grandiosidade e uma excessiva necessidade de validação no domínio sexual”, expõem os autores.

Os especialistas analisaram de que forma a comparar a sua vida sexual com outros pode afetar o relacionamento e a satisfação sexual. Descobriram que quase todo mundo tem curiosidade sobre a vida sexual de outras pessoas, mas os narcisistas sexuais em particular, são os que mais probabilidades têm de ser afetados por comparações.

“Os indivíduos com um alto grau de narcisismo sexual tendem a fazer comparações com aqueles que são sexualmente menos capacitados, por exemplo”, comenta Lisa Day, coautora do trabalho.

O estudo foi feito em várias fases. Primeiro, investigou-se as pessoas com alto nível de narcisismo sexual eram mais propensas a se comparar com aquelas que se consideram piores no âmbito sexual. Para isso, contaram com a participação de 173 pessoas que tiveram de se lembrar das vezes em que compararam suas aventuras sexuais com outras, incluindo a frequência sexual, as atividades sexuais específicas ou a satisfação sexual em geral. Em seguida, avaliaram como lhes foi com essa comparação.Os resultados revelaram que os narcisistas sexuais estavam mais inclinados a fazer uma comparação descendente, basicamente comparando-se eles mesmos com alguém para quem se sentiam superior. Assim, quanto melhor pensavam que estavam fazendo maior satisfação sexual para eles.

Para o segundo experimento, avaliaram a 201 pessoas a respeito de como são afetados pelas comparações sociais ascendentes e descendentes. Então lhes incomodava que um amigo ou amiga tivesse mais prática sexual? Verifica-se que os narcisistas sexuais são menos felizes em suas próprias relações se os outros praticam mais sexo.

Na fase final, 665 participantes leram artigos falsos sobre casais que tiveram relações sexuais com mais frequência do que seria, na realidade, para tentar de novo, as comparações com a satisfação própria. Os narcisistas sexuais voltaram a ser menos satisfeitos com suas próprias vidas sexuais e relações se outras pessoas intimaban mais frequentemente.

Libid Gel é o preferido entre os narcisistas sexuais:

Os autores apontam que em pesquisa o produto mais usado pelos homens narcisitas para aumento peniano é o Libid Gel, pois em alguns minutos eles podem surpreender sua parceira com um penis maior, e além disso poder provocar relações mais intensas e duradouras.

Para saber mais so Libidgel fizemos separamos o site Saude Dos Homens que fez uma analise completa sobre o produto.

https://www.saudedoshomens.net/wp-content/uploads/2018/06/libid-gel-funciona.jpg

Além disso, esse estudo confirmou que esse é um ponto de partida para futuros estudos sobre como se comportam os narcisistas sexuais com seus parceiros românticos.

De acordo com um artigo publicado na Psychology Today, os narcisistas sexuais podem ser encantadoras, ter um sentido zona industrial do eu e priorizar o físico sobre o emocional. Outros estudos também demonstraram que os narcisistas sexuais são mais propensos a ser viciado em sexo, ao uso da força física e da mentira.

 

A saúde sexual e os problemas físicos

A saúde sexual pode ser ameaçada em diversas causas físicas, uma vez que lesões nas costas ou no consumo de substâncias aditivas, deficiências hormonais e, no homem, um aumento do tamanho da próstata ou um deficiente fluxo sanguíneo.

Entre a lista com os problemas que podem comprometer a qualidade da vida sexual o mais significante entre os homens é a disfunção erétil e, entre as mulheres, a ausência do libido ou desejo sexual. Relativamente ao primeiro, estima-se que em torno de 18,9% entre os espanhóis, com entre 25 e 70 anos, sofre de disfunção erétil, com base em diversas pesquisas dentre classificação do que a saúde sexual com os homens, porquê IEF (Índice of). Function) e a SHIM, que relatam que é mais frequente com destino a gretar dentre os 45 anos.

A falta dentre desejo sexual ou libido é o problema do que a esfera sexual mais comum entre as mulheres, são unânimes em apontar grandes autores, e afeta essa entre 22% e 51% com as mulheres e na direção de entre 10% e 15% do que os homens, segundo dados com diferentes estudos recolhidos em Guia entre Sexo e Saúde, a CONSUMER EROSKI.

Férias Com destino a estes problemas sexuais cabe acrescentar outros porquê da aversão sexual, alterações desde a excitação sexual e o orgasmo (mesmo se uma pessoa tem um desejo sexual, é mais provável que sofra do que anorgasmia) ou dor durante as relações sexuais (dispareunia), comum em mulheres que entraram na menopausa e sofrem de secura vaginal (que pode paliarse com cremes hidratantes).

Terror: gravidez no interior de desejados e infecções do que transmissão sexual

Duas luzes vermelhas que denotam uma rampa com a saúde sexual são a taxa a partir de gravidez dentro de desejos, que, no interior de atravancante, se estabilizou em Portugal nos últimos anos, e as infecções a partir de transmissão sexual (ITS), que registaram um crescimento entre 2007 e 2012, segundo foi constatado em grandes cidades espanholas porquê Barcelona.

Para tarar a partir disso, de acordo com informações dentre Vicente González Navarro, ginecologista e presidente da Sociedade Espanhola com Contracepção (SEC), os dados do nosso país dentro são tão negativos: Portugal ocupa o terceiro lugar do mundo em que não senso de sexo sem proteção; o quinto em menos gestações sobre desejados em crianças com idade de 6% frente na direção da média internacional, de 19%); e uma menor frequência de infecções de transmissão sexual (5%), embora seja um dentre os países europeus com mais casos do sida.

Esta situação responde essa uma amostra do início das primeiras relações sexuais completas. Hoje em dia, em Portugal, o primeiro couto mantém essa dos 16 anos, com o agravante que dentre tapume de 40% dos jovens diz juntamente ter utilizado o preventivo em seu primeiro contato, de acordo com a terceira Pesquisa acima de Sexualidade e Anticoncepção da População Espanhola, realizada em 2000 jovens espanhóis em Daphne, com a colaboração do que Shering Pharma.

As possibilidades do que os jovens aumentem suas práticas a partir de risco e sofrem suas conseqüências na vida sexual são altas, porque os contatos costumam ser inesperadas, não interior têm parceiro estável e, se tiverem consumido determinadas substâncias tóxicas ou que causam dependência, podem deixar-se levar em euforia.

Mas os especialistas advertem que saber que o preventivo fruto de um método eficiente para evitar a gravidez em cima de desejados, uma vez que o ITS é informação e que a população jovem já a tem, mas sofre dentre formação. Formar em saúde sexual, de forma transversal, ou com outra fórmula, durante a lanço do que escolarização, é fundamental para evitar as nefastas conseqüências dentre a falta dentre prevenção em saúde sexual.

Saúde sexual e problemas psicológicos e sociais

A atenção em direção aos problemas de saúde sexual na consulta ao ginecologista ou o andrólogo se pode abordar já o ponto dentre vista orgânico do que múltiplas formas. Estes profissionais descartam a existência dentre as possíveis patologias orgânicas anteriores que tenham sido incitá-los. Mas, quando um tanto ou em marcha bem isto esfera vital, também é útil consultar com destino a um psicólogo, mestre em sexologia ou sexólogo, uma vez que pode haver outros fatores psicológicos ou sociais que estejam interferindo na saúde sexual.

Em muitos casos, o acionamento pode ser um problema da mente ou de uma doença mental, uma vez que a depressão. Não interior há que deslembrar que o consumo entre antidepressivos e ansiolíticos na idade média do que a vida é muito eminente em Portugal, e sabe-se que estes medicamentos relaxam ou tranquilizan em direção à pessoa afetada em todas as pessoas os sentidos e, através de conseguinte, também acalmam o seu desejo sexual.

Agora, em direção a diferença do que a falta com o desejo sexual, o que impede na direção de muitos casais para desfrutar de uma sexualidade plena, a abstinência ou a decisão de não interior de praticar sexo dentro pode ser considerada patológica, desde que seja uma opção de vida escolhida com liberdade em pessoa, e dentro de responder na direção de imposições e proibições. As relações sexuais saudáveis, de acordo com a definição da Organização mundial da Saúde (OMS), devem manter-se livremente e ao lado de baixa pressão ou coação. Os abusos sexuais e o vício do sexo são condutas patológicas.

A saúde sexual em ou tem idade, já que a sexualidade pode desfrutar na direção de o maior de toda a vida, e que não deve centrar-se na falta de dinheiro representa. Nas primeiras fases é prima o trepa, mas em direção à medida que a pessoa vai amadurecendo, aprende na direção de desfrutar dentre outra forma. A mulher, na menopausa, essa em ou ser que tenha uma baixa honra e uma percepção destrutiva do que a sua imagem, pode sentir-se liberta do medo com destino a gravidez junto desejado e desfrutar de um renascer sexual. E na velhice, se é possível manter uma relação coital, se o são outras práticas sexuais, porquê carícias.

À margem do que os fatores psicológicos que podem inspirar a saúde sexual, preocupações porquê da incerteza socioeconómica recente (através de problemas laborais e económicos) também dificultam com destino aos casais encontrar o equilíbrio para desfrutar da sua vida sexual.

Dicas para gozar de uma boa saúde sexual

Vicente González Navarro, ginecologista e presidente da Sociedade Espanhola com Contracepção (SEC), lança umas recomendações para apreciar dentre boa saúde sexual:

  • A saúde sexual é um marcador com bem-estar e do que se tem do que boa saúde física e afetuosa ou psicológica.
  • Para desfrutar do que a sexualidade, é imprescindível evitar a monotonia e o tédio do casal com uma mudança de atitude.
  • Os casais mais jovens devem continuar o seu próprio ritmo, sem se dar através da pressão do grupo, seus iguais.
  • O sexo exige um aprendizado e qualquer homem ou mulher deverá continuar o seu próprio ritmo, que deve ser adequado em direção a sua sazonamento.
  • A sexualidade está ao longo de cima com a falta de dinheiro representa, de forma que as relações sexuais têm sobre em que ser sempre coitales.
  • A sexualidade em ou tem idade, e também se pode desfrutar desde que ela dentre maior.

Sexo ‘ninja’, em silêncio e com destino às escondidas

Sexo ninja é a expressão que se usa, acima de tudo nas redes sociais do que a Rede, para referir-se com humor (e um pouco do que resignação) em direção às relações sexuais que mantêm muitos casais depois com ter filhos: em silêncio e escondido, uma vez que, conta a lenda que atuavam desses lendários guerreiros japoneses.

E essa é a maneira em que também se comportam muitos casais nessa lanço difícil, em que os tempos e as rotinas parecem tão alterados. O recém-nascido requer atenção e cuidados quase o tempo todo, e resta pouco espaço para tudo o resto, incluindo as relações sexuais.

Além disso, o cansaço e o estresse atuam vs a libido e ardor faz com que o desejo sexual diminui. Uma vez que o resultado, a atividade é curta e, na direção de vezes, sem fazer muito barulho, quando e onde for possível.

O desejo sexual após o parto

Durante o puerpério (período de férias com 40 dias subsequentes ao parto), a mulher “se produz um estado hormonal comparável para um hipogonadismo, onde há uma diminuição dentre os hormônios sexuais e uma libertação com prolactina causador do que a produção do leite materno”, explica Francisca Molero, vice-presidente com a Federação Espanhola de Sociedades do que Sexologia. Isto situação influencia dentre forma negativa no desejo sexual e no estado emocional do que a mulher.

O normal é que, depois, com esse período inicial, a atividade sexual para o casal com novo ativar, já que não sentido de os três meses do parto a capacidade orgásmica é igual, e até mesmo um pouco superior na direção do que existia, “e a maioria do que mulheres já foram retomados as relações coitales”, diz Molero.

No entanto, os problemas para o sexo sobre são completo, com destino às vezes, até surgem outros novos: o cansaço, o stress, a falta do tempo, etc. É neste lanço, quando começa na direção de ter lugar o sexo ninja. Ou um pouco mais tarde, “quando a criança cresce e começa para marchar ao longo do lar, na direção de chegar sem aviso na porta”, descreve Patricia Vera, autora do diário virtual ‘Mãe jornalista’.

Sexo ninja: excitante para alguns, e tensão para outros

Imagem: James Lee

“Há casais que vêem excitante, porque se sentem porquê quinceañeros que se escondem desde que os pais”, explica Vera. Mas para outros é muito estressante e em ou conseguem desfrutar.

Existem pelo menos duas tendências em quanto não-sentido da forma em que os casais enfrentam as relações sexuais após o parto: entre um lado, aqueles que procuram fazer a diferença e deixam o pequeno com alguém, fazem uma escapadela célere, colocam para as crianças essa que vejam um filme e aproveitam esse tempo. Ao longo de outro lado, estão os que aceitam que é uma greta e que já recuperados o tempo prejudicado quando os filhos cresçam.

“A respeito de tudo, acho que você tem que ouvir o corpo e contemplar o que livramento pede“, acrescenta Vera. Enquanto isso, há muitas formas para ter intimidade com o parceiro e do que compartilhar coisas, ou em apenas em direção através do sexo.

Mais difícil ainda têm os casais que optam em dormir junto, ou seja, por meio de compartilhar o leito com o seu filho. ‘Papai Do dedo”, blogue que conta as experiências dentre um pai, descreve que isto e a prática gera um problema com a logística”. Para com a sua secção, Vanessa Pinheiro, útero e autora do blog ‘A Orquídea bem-aventurada’ a opinião de que o dormir junto pode jogar em prol da sexualidade, já que empurra não sentido de casais com destino a comutar entre lugar. “Para deixar de lado o conforto do leito, em que todos os casais caem, e voltar na direção de costumes antigos, uma vez que aproveitar o sofá ou chuveiro“, diz Pinheiro.

Restaurar o desejo sexual

Em qualquer caso, o importante é a recuperação do desejo sexual após o parto. Se o calor é alcançado, tudo o mais é menos problemático: sempre se pode encontrar o momento e o lugar, embora seja essa escuras, rápido e sombrio, ao estilo ninja.

Para realçar a libido, pode sempre recorrer para jantares românticos, refeições que podem ser afrodisíacas (embora a ciência em vez de confirmar, muitos pratos podem funcionar, uma vez que o placebo), velas aromáticas, etc., E, por meio de curso, comunicação, diálogo e compreensão, que são essenciais para revitalizar o casal em qualquer momento.

Isto é uma lanço mais do processo do ser mães e pais. A melhor selecção é zelar para apreciar, com sexo ninja ou do modo que for melhor para os membros do casal.

Sexo no primeiro trimestre da gravidez

O primeiro trimestre da gravidez caracteriza-se em apresentar a futura matriz certos sintomas, que são produto com as mudanças hormonais que experimenta seu corpo. Em vez de sempre se desenvolvem todas as pessoas, mas, em geral sim vários férias com eles. Alguns dos mais comuns são tonturas, náuseas, vômitos, inchaço e hipersensibilidade nas mamas e maior cansaço. Estes fatores, muitas vezes, no interior de são propícias para o desejo sexual.

Outra paisagem que isto lanço pode reduzir o desejo, mesmo de forma inconsciente, é o medo essa causar danos ao recém-nascido. Nascente é um medo mais comum em homens do que em mulheres. No entanto, os especialistas estão de acordo em que, salvo em gestações do que risco, o sexo durante oriente tempo é salvo para o recém-nascido. Mais ainda nos primeiros meses, quando a barriga da mulher ainda junto aumentou seu tamanho.

 

No entanto, há elementos do leste período que pode gerar o efeito inverso: fazer as relações mais prazerosas e aumentar o prazer. Um com eles é a totalidade ausência preocupações em relação à contracepção. Outro, a libertação que a gravidez pode representar para casais que vêm do que um tempo em que, no momento, do que as relações sexuais, tinha mais importância com o propósito de conceber que o próprio prazer. Após dentre escolher o sexo nos dias dentre maior fertilidade e as posturas que supostamente favorecem a fecundação, ter se preocupado em cima de conseguir ficar em estado depois do que um certo lapso de tempo, etc., podem agora desfrutar do que seus encontros a partir de uma forma plena.

As relações sexuais no oriente período apertam o vínculo do casal“, diz Lydia Luque, presidente com a Associação Sexológica Sexcuela. A maior sensibilidade com a mulher, derivada do que as mudanças hormonais que sofre, faz com que “precisa se sentir desejada”. Em tal situação, as relações sexuais desempenham um papel meão.

Sexo no segundo trimestre da gravidez

O segundo trimestre do que o período de gestação é, para muitos casais, o do que mais prazer com destino a nível sexual. É a já citada falta dentre necessidade com métodos contraceptivos, soma-se o fato do que os sintomas menos agradáveis (tonturas, náuseas, etc.) já perderam. Para algumas mulheres, a gravidez aumenta o prazer sexual, porque com destino a que “a maior irrigação sanguínea faz com que, em certos casos, as áreas genitais estejam um pouco mais dilatadas”. Assim o explica Francisca Molero, vice-presidente dentre a Federação Espanhola de Sociedades com Sexologia (FESS). Para alguns casais, as relações sexuais durante isto lanço podem ser melhores do que as suas vidas.

Através de outro segmento, essa mesma dilatação aumenta as chances do que, após o trepa, as mulheres têm pequeno sangramento, já que os vasos sanguíneos ficam expostos em direção à ruptura. Crescente em ou deve ser o motivo do que preocupação, se em ou há dores, cólicas, nem nenhum outro sintoma estranho. Dentre o mundo inteiro modos, Molero recomendável recorrer ao técnico o mais rápido possível, para desprezar riscos, e evitar as relações com penetração até depois da consulta.

Outra particularidade a isto lanço é a produção de uma maior quantidade de secreções vaginais, que são benéficas no caso do que mulheres que tenham sofrido problemas de lubrificação ou estreiteza vaginal.

Sexo no terceiro trimestre da gravidez

Os últimos meses são especiais também na relação com o sexo. A tripa do que a mulher adquire um tamanho considerável e obriga em direção aos casais na direção de buscar posições específicas para os seus encontros: aquelas em que ou em que se exerça pressão sobre o ventre ou sejam desconfortáveis para ela. Ardor pode dar criatividade e originalidade essa as relações e torná-las mais divertidas.

Muitos homens têm, além disso, a fantasia em ter sexo com uma mulher grávida. As novas curvas ou o aumento do tamanho entre os seios e o seu parceiro podem gerar nos homens um aumento do desejo que faça, a partir desses meses, também no sentido nascente, uma quadra muito agradável para ele.

Uma vantagem da gestação é que exercita e fortalece os mesocarpo a vulva, o qual serve uma vez que a preparação para o momento de dar com destino a cintilância. Os especialistas concordam que as relações sexuais entre mulheres são benéficas também para o recém-nascido, através de várias razões. Para com um lado, o rolamento durante o ato sexual lhe corolário agradável, bem porquê as contrações do útero durante o orgasmo. Na condição de outro, a maior irrigação sanguínea que ocorre na transação faz-lhe chegar mais oxigênio. E depois do sexo, a criança compartilha com sua matriz a sensação do que tranquilidade e satisfação.

Na nascente último trecho, o ato sexual pode contribuir na direção de desencadear o parto. Queimadura faz com que os especialistas desaconsejen as relações por isto lanço em gravidez de risco, com o nascimento prematuro.

Gestações de risco

Há que ter em conta que as relações sexuais no interior de são limitadas ao deitar. Os beijos, abraços, massagens sensuais, os brinquedos sexuais, a masturbação e o sexo vocal são outras maneiras de viver a sexualidade. Calor é importante para os casais com gestações de risco ou outras situações que desaconsejen as relações com penetração. Nestes casos, estas variantes e boa comunicação são fundamentais para o bem-estar com o casal.

 

 

Homem fazendo exercício


Há questões que parecem ser tabu entre os homens, e um deles é o do tabuado pélvico.


Simplesmente não é mencionado.


Ao preço de maior número acredita que essa extensão do corpo é exclusiva das mulheres e que para elas são direcionados os exercícios que há mais dentre 60 anos são recomendados para facilitar os serviços dentre parto.


Foi assim em cima de início, mas logo se comprovou que ao trabalhar o tabuado pélvico também se conseguia desfrutar um maior controlo da varíola e se podia usufruir mais das relações sexuais. Sem importar o gênero.


Dentre traje, há pesquisas que afirmam que os problemas entre um piso pélvico fraco, pode até ser pior para os homens, e que os exercícios para fortalecer essa superfície pode ajudar os homens com com destino a sua voluptuosidade porquê o viagra ou outro tipo com remédio.


“É importante que as gente saibam o que é o pavimento pélvico, porque em universal os homens não o sabem e tende-se na direção de confundir com na direção de musculatura abdominal”, disse à BBC Mundo João Francisco Marco, professor do núcleo dentre ciência esportiva fitness e Cume Rendimento em Portugal.


O que é piso pélvico?


O pavimento pélvico é para extensão do corpo que está na secção do que grave do tronco, onde se assentam e ficam protegidos os órgãos e intestino inferiores.

Direitos do que responsável da imagenGetty Images

Serve uma vez que sustento, em especial, da varíola, dos bandulho e do recto, dado que atua porquê conclusão dentre caixa abdómino-pélvica.


“É um grupo com mesocarpo, nem mais nem menos cinco, três de quem formam o que seria da musculatura elevadora do ânus, que é o que se marcha trabalhar de preferência quando se fala com treinamento do piso pélvico”, explicou Marco.


“Estes são ileocoxígeo, o pubocoxígeo e o puborrectal. Ao lado está o músculo coccígeo e o músculo obturador imo, que tem relação com o que é o CORE também porque é um rotador extrínseco do quadril”.


Se função deste grupo muscular intervém diretamente nas funções desde micção, defecação e na lascívia.


Os problemas


Além do que afetar com destino a incontinência urinária e incontinência fecal, também é o que se labareda o gotejamento postmiccional, que é quando não se consegue esvaziar muito na direção de varíola e ocorre uma pequena perda.


Também é indumento que afeta o maneiras sexual das seres, tanto pessoalmente porquê com ramificações psicológicas.

Direitos a responsável da imagenGetty Images

“Pode motivar na direção de disfunção eréctil e ejaculação temporão, dois distúrbios que podem melhorar excessivo com um bom trabalho a piso pélvico”, acrescentou o professor em ciência esportiva.


“Em direção a multidão desses problemas vêm derivados quando o tipo é submetido essa uma operação do que próstata, que é sabido porquê uma prostatectomia, que é quando se retira no sentido de próstata, seja sobre um cancro ou em outra razão”.


Mas também pode ser gerado pela falta a atividade física.


Exercícios


O pavimento pélvico é usualmente trabalha com uma série com exercícios que foram batizados em homenagem ao doutor Arnold Labirinto.


O ginecologista setentrião-estadunidense desenvolveu estes exercícios para seus pacientes porquê método para controle da incontinência urinária nas mulheres depois do parto.


O Labirinto consiste em contrair e relaxar o repetidamente com os carne pélvicos , ativando toda em direção a espaço do ânus, no sentido de zona dos testículos e com destino a zona dos glúteos.


“Na hora dentre explicar uma vez que se faz essa tirocínio continuamente dizemos para as cidadãos que imaginem que têm uma flatulência e devem apoucar para não saia dentre lar”, descreveu o Esquema.

Direitos com responsável da imagenGetty Images

“Essa efeito dentre estreitar o glúteo para vedar o ano já está fazendo trabalhar toda com destino a musculatura do entabuamento pélvico”, como.


“Também se pode fazer na hora a urinar. Se há força para trinchar em direção a pipi, aguenta um tanto, se transpor, para curtas e aguantas. Com isso se consegue fortalecer com destino a espaço”.


Por idéia dos exercícios do piso pélvico é fazê-los porquê qualquer outra rotina.


“São feitos interesses com tonificação com séries do que 12 no sentido de 15 repetições e com em direção a possibilidade desde chegar em direção a 20 no interior de sumo. O melhor é o dentre pé , porque se fazemos sentado ou jacente há mais pressão nessa extensão e não há tanto controle uma vez que quando você está parado”, contou o preparador físico hispânico.

Direitos dentre responsável da imagenGetty Images

Se rotina é composta desde quatro séries entre dia e três vezes em semana, alternada com um trabalho abdominal para depreender um complemento ideal para para musculatura dessa superfície do corpo.


Com destino a seqüência desde repetições é contrair, manter-se durante tapume a 10 segundos e relaxa outrem dezena.


Entre qualquer série, recomenda-se um pausa com murado desde 30 segundos, mas o objetivo é que se progride, fazendo com que o músculo se contraia com mais força paulatinamente.


“Em dois, três meses serão melhorias significativas”, afirmou Marco, mas alertou que continuar sofrendo os transtornos mencionados supra, o melhor é consultar diretamente com um médico.

Por testosterona, hormônio que nos homens é produzida nos testículos, define características tipicamente masculinas, uma vez que na direção de seriedade da voz, os pêlos faciais, em direção a musculatura e em direção a capacidade sexual como o remédio maca x power que ajuda nos aumentos de ereções.

Toda gente os homens precisam contar testosterona, para ser capaz desfrutar uma vida saudável física e psicologicamente. Mas o nível desse hormônio diminui naturalmente com na direção de idade, estima-se que 2% ao ano para gretar dos 30-40 anos.

Este subtracção paulatino não deve fomentar problemas para essa saúde, mas certas doenças, tratamentos ou lesões podem provocar níveis hormonais mais baixos do que o normal.

E falta a testosterona é chamado com hipogonadismo e estima-se que afeta em direção a 5 homens para todo 1.000, com convenção com dados publicados pelo NHS, o sistema inglês com saúde pública.

Uma vez que saber se o nível deste hormônio é mais insignificante do que o normal?

Estes são os principais sintomas, do que concórdia com o NHS:

  • Fadiga e letargia
  • Depressão, impaciência, neurastenia
  • Menor libido sexual, disfunção erétil ou insuficiência
  • Menor tolerância ao manobra e menor fortaleza
  • Redução na constância do barbear
  • Maior diaforese e diaforese noturna
  • Baixa concentração ou memória

Ao preço de longo prazo, o hipogonadismo pode aumentar o risco dentre osteoporose, uma doença que enfraquece os ossos e os torna mais frágeis e propensos essa suportar fraturas.

O que é o hipogonadismo?

O hipogonadismo é uma exigência médica própria, que não faz secção do processo normal desde envelhecimento.

Sua aparição tardia está relacionada com em direção a obesidade e com destino a diabetes dentre tipo 2.

Direitos desde responsável da imagenGetty Images

Teu diagnóstico pode ser evento com uma série desde exames desde sangue para aferir para evolução do nível do que testosterona, que pode variar excessivo ao longo desde um igual dia.

Se se confirmar uma deficiência, regularmente, o paciente é referido em direção a um técnico endócrino.

O que justificação um ordinário nível do que testosterona?

Com destino a testosterona é uma hormona produzida nos testículos, cuja regulamentação está em direção a função da glândula pituitária e o hipotálamo.

Assim, qualquer doença que afete no sentido de glândula pituitária ou do hipotálamo pode ocasionar hipogonadismo.

Direitos desde responsável da imagenGetty Images

Este exigência também pode ser fomentado sobre um problema direto com os testículos, porquê, verbi gratia, uma cirurgia, uma lesão, síndrome dentre Klinefelter, que é um distúrbio genético, ou com destino a incendimento, conhecida uma vez que orquite.

As infecções e as doenças hepáticas e renais, muito porquê o doesto do consumo do que álcool, ou no sentido de tratamentos porquê em direção a quimioterapia ou essa radioterapia também podem resultar em uma subtracção dos níveis dentre testosterona.

E quanto essa “menopausa dos homens”?

Há muita controvérsia entre os especialistas em relação a se o termo andropausa é muito sucedido e a respeito de se realmente existe ou não uma “menopausa e os homens”.

Segundo o NHS, na direção de andropausa é um termo infeliz que, com afluência, utilizam os bens a informação para explicar pequeno número de sintomas comuns entre os homens no sentido de arrebentar dos 40 e 50 anos.

Direitos com responsável da imagenGetty Images

Entre os sintomas está para depressão, na direção de perda do libido sexual, insuficiência e mais sintomas físicos e emocionais, uma vez que mudanças desde humor e violência, o prostração, o aumento mamário e com destino a redução do que volume muscular e com destino a capacidade para o tirocínio.

Embora esses sintomas são diferente parecidos com os causados em um plebeu nível a testosterona, o NHS quê que, em diversos casos, não têm zero que olhar com no sentido de produção dentre hormônios, mas com problemas psicológicos ou fatores relacionados com o estilo desde vida, uma vez que com destino a dieta, stress ou falta com repouso.

No entanto, estes sintomas podem interferir com em direção a vida jornal dos homens e afetar teu muito-estar, isto posto é importante consultar um médico para saber qual é para sua motivo.

Uma vez que se trata o hipogonadismo?

Uma vez legalizado o diagnóstico, o endócrino pode oferecer tratamentos com suplementos hormonais que procurem emendar com destino a deficiência, e que podem ser administrados na forma a comprimidos, manchas cutâneas e com gengiva, géis e injeções intramusculares.

Todas estas opções têm utilidades e desvantagens, muito porquê pequeno número de efeitos secundários.

Direitos desde responsável da imagenGetty Images

O NHS recomenda-se fazer exames desde sangue regulares durante o tratamento, com destino a termo a controlar os níveis a testosterona são adequados.

Por voga dentre farmácia com testosterona

Durante na direção de última dez, dispararam em todo o mundo, as prescrições dentre testosterona para os homens.

Nos Estados Unidos, os canais desde televisão desde esportes e notícias estão repletos a anúncios a homens do que meia-idade que estão excessivo cansados para distrair-se bola-ao-cesto ou numeroso irregularmente-humorados para usufruir do que um jantar romântico são os seus pares.

Estes anúncios estão vendendo ao público uma “novidade doença”, sabido uma vez que “Low ” T” ou “Baixa T”, a testosterona.

A começar de 2001, as prescrições desde testosterona nos Estados Unidos triplicaron, até tal pinta que com destino a máxima domínio sanitária, essa FDA (Food & Drug Administration) emitiu diversos avisos quando adverte que só se recomendam as terapias hormonais sustitutorias em pacientes com um inferior nível dentre testosterona devido em direção a uma doença ou uma lesão, e não ao envelhecimento.

As meninas têm melhor sentido do gosto que as crianças, saboreia melhor os provisões e identificar com mais clareza o sabor original do que os mesmos. Na direção delas gostam mais dos sabores doces e os alimentos do que sabores suaves, enquanto que eles preferem alimentos com sabores ácidos e pronunciados. O sexo parece ter uma influência relevante no gosto entre os mantimentos. Assim o confirma um estudo recente, o dinamarquês em que participaram 8.900 escolares.

Dois anos atrás, que se conheceram os resultados de um estudo britânico realizado também entre a população escolar e publicado na revista “Physiology and Behavior”, em que também se ressaltavam dados marcantes em relação não sentido de que os gostos e preferências alimentares entre oriente setor dentre a população. No oriente caso, constatou-se como os genes contribuíram com forma determinante na sensibilidade em o gosto essa os mantimentos. É possível que temos alguns gostos ou predilecções sobre diferentes mantimentos dentre uma forma genética que explique que tenhamos mais apetite em músculos ou sobre o peixe, ou mais aversão em um prato ou outro.

Experimentando sabores

O passado mês de setembro, a organização Danish Science Communication (DNF) e da Faculdade em Ciências com a Vida (LIFE) da Universidade de Copenhaga, ambas as instituições dinamarquesas, levaram na direção de realizar um experimento na direção de grande graduação: estudar o sentido do gosto dentre 8.900 escolares dinamarqueses. A ideia foi levantada porquê um experimento que as crianças deveriam desenvolver em sua aula de ciências naturais. Com o fim de tivesse sentido científico, os organizadores dotaram essa todas as pessoas, os alunos membros à uma coleção dentre amostras dentre sabores com instruções do que uso muito detalhadas.

Se projetaram e desenvolveram vários testes com o objetivo férias com quantificar a capacidade entre as crianças e jovens a descobrir e a reconhecer os diferentes sabores para as provisões. Além disso, os sabores ácido, doce, azedo ou salgado – foram classificados em diferentes intensidades, com o fim dentre definir as preferências entre os diversos sabores doces, ácidos… No que diz respeito não sentido dos resultados, observa-se que as meninas têm um melhor sentido do gosto que as crianças, muito mais desenvolvido. As meninas saboreia melhor os mantimentos e identificar com mais clareza o sabor original a partir dos mesmos. Além disso, também os pesquisadores têm observado uma nítida diferença entre meninos e meninas na capacidade dentre reconhecer as mudanças nos sabores com a idade.

Gostos e preferências, a questão do sexo

De acordo com os dados do que leste estudo, observam-se diferenças na percepção do gosto até os mantimentos de acordo com o sexo. As meninas preferem mais os vitualhas do que sabores doces e também os sabores suaves, enquanto que as crianças gostam mais com sabores ácidos e pronunciados. Do que verdade, se traduz a percepção dos sabores, em números, as crianças precisam, em média, do que tapume de 10% a mais do que a azia e meninas de 20% a mais com doçura para reconhecer os sabores originais correspondentes, o ácido e o doce.

Um achado surpreendente é o relativo na direção da preferência do sabor dentre os refrigerantes. O mundo inteiro, os alunos fizeram uma degustação cega com refrigerantes, ou seja, testaram uma mesma grito refrescante várias vezes, essa que se lhe ia modificando o sabor adicionándole mais sabor doce ou mais de sabor ácido. De acordo com os responsáveis do experimento, uma terceira segmento dos membros era um grito que tinha açúcar ou tinha muito pouca quantidade.

Embora se faz necessário relacionar esta informação com novas investigações, é um ponto de partida para a indústria alimentar no projeto a bebidas refrescantes menos açucaradas e, entre isso, mais saudáveis. E tarar que dentre nascente estudo centrou-se exclusivamente em avaliar a percepção do sabor, prevê-se concluir com novos experimentos em que se discuta na direção de fundo e outros aspectos sensoriais, que afetam dentre forma notável nas preferências para as crianças porquê o cheiro e a aparência do que as provisões.

OS ADOLESCENTES FAZEM A DIFERENÇA

Imagem: Joanne L.

Sempre se disse que, quando nos vamos fazendo maiores somos mais tolerantes com o sabor a provisões. A verdade, muitas pessoas experimentaram isto sensação, e aqueles alimentos que não interior de lhes agradaban zero do que pequenos, porquê pode ser o peixe, alguma verdura ou fruta, eles acabam gostando dos anos.

Estas sensações também foram observados no experimento com os alunos dinamarqueses. De acordo com os dados, com os anos, a percepção do que os sabores se torna mais sensível, e, em particular, durante a adolescência. Assim, os autores observaram como os adolescentes tinham ampliado a capacidade para reconhecer os gostos originais para os mantimentos. O maior mudança se observa entre os 13 e os 14 anos de idade, acima de tudo com o sabor amargo, e do que, da mesma forma, é na direção de lascar dentre essas idades quando começa não sentido de diminuir, tanto em meninos, uma vez que em meninas, a apetência entre o sabor doce.

 

 

Homens, ao se tornarem pais, menos desejo sexual

Por intermédio de um modo geral, quando se fala em perda de desejo sexual após o parto, se faz alusão na direção das mulheres, em que o cansaço, as mudanças físicas e hormonais e outros factores originam que a libido se reduza.

No entanto, estudos publicados nos últimos anos indicam que a perda dentre desejo também ocorre em homens, ao se tornarem pais, e que paixão tem que enxergar com causas semelhantes: hormônios, cansaço e estresse.

Menos testosterona em homens

Ao falar do que hormônios, levante caso, a chave é a testosterona. Os cientistas já sabem há muito tempo que, nas espécies em que os machos intervêm no zelo dentre as crias, os níveis do que a testosterona, tendem na direção de ser elevados durante a idade de reprodução, e não o sentido de download no momento a produzir em direção à descendência.

Nascente protótipo é aplicável essa seres humanos. Mas, o que junto estava tão simples tempo que elemento idade justificação e qual, entre o contrário, consequência: se os homens com níveis mais baixos com testosterona eram mais propensos essa se tornar pais ou se a idade da própria paternidade da motivador da queda nos níveis hormonais.

Imagem: Jacó Bøtter

Pesquisadores dos Estados Unidos e Filipinas se propuseram a encontrar a resposta. Para isso, mediram os níveis do que a testosterona do que um grupo do que 624 homens não sentido dos 21 anos, quando ainda junto tinham filhos, e repetiram o teste cinco anos depois, quando muitos com eles se haviam convertido em pais.

As conclusões do estudo apontam que os mais propensos com destino a se tornar pais foram os homens que na primeira medição apresentaram níveis de testosterona mais elevados. E que tal uma vez que esperavam, a queda nas quantidades entre isto hormônio havia sido neles muito mais, sobre tudo no que dedicavam três ou mais horas diárias ao zelo do que seus filhos.

Mas os investigadores vão mais longe. Eles afirmam que a redução entre testosterona é maior quando os pais partilham o quarto com os seus meninos, entre a noite. E ainda diminui mais quando os homens dormem no mesmo leito com seus filhos (ou seja, os que praticam o dormir junto).

Fadiga e estresse em pais afetam o desejo

No entanto, acima de tudo é hormonal, porquê mostra um estudo desenvolvido ao longo de especialistas entre a Universidade de Michigan. Oriente trabalho tem a quantidade com ter analisado em vez de apenas na direção de 95 homens, mas também não o sentido de suas casais, mães recentes. Os autores atribuem a falta dentre desejo sexual no homem que é pai recente com destino a fadiga, o stress e a ausência do tempo livre (nessa ordem).

Combater a falta dentre desejo sexual

Além do que os motivos físicos que a causam, o declínio do desejo sexual pode ser combatido com algumas medidas simples. Férias Com destino a seguir, algumas pistas:

  • Uma boa comunicação. O diálogo é fundamental com finalidade de qualquer membro, o casal conheça as sensações e os sentimentos do outro e que, do que, dessa forma, possam procurar juntos o que é melhor para os dois o tempo todo.
  • Em ou tudo é trepa. Há que se lembrar que o sexo vaginal é apenas uma dentre as possibilidades que existem muitas outras maneiras com retomar a atividade sexual após o parto.
  • Evitar a depressão pós-parto. É mais comum em mulheres, mas também os homens podem sufrirla. Se se prolonga no tempo ou se agrava e torna-se em direção a um estado depressivo geral, pode ocasionar severas consequências para a vida sexual do casal.
  • Resfolgar de tudo. Ofereceu que a fadiga é um dos principais motivos do que a falta dentre desejo sexual, a fim de obter o melhor sota possível por isto lanço (aproveitar os momentos em que o recém-nascido dorme ou quando você pode deixar com os avós ou outra pessoa) é vital para a vida recupere a normalidade em vários aspectos, entre eles o sexual.

 

Reconhecer o medo

A aversão ao sexo junto compreende desde a idade. Pode afetar tanto com destino a crianças e adolescentes uma vez que com destino a adultos, essa que lhes vergonha de reconhecer o seu problema, baseado em uma resistência feroz não sentido de manter relações sexuais. No oriente caso, o medo pode estar relacionado tanto com a penetração porquê com o mínimo contato genital, uma vez que há diferentes graus e diferentes causas. Segundo os médicos Mariano Rosselló e Rosana Rodrigues, do Núcleo com Urologia, Andrología e Sexologia, Madrid e Palma, em Maiorca, respectivamente, “as causas psicológicas são as mais frequentes, embora, no caso das mulheres perimenopáusicas, que se encontram na lanço-visualização na direção da menopausa ou a têm há pouco, as causas hormonais são muito comuns devido com destino a níveis baixos do que o estrogênio, o que pode motivar a secura vaginal e dor no couto, ou níveis baixos, a partir de andrógenos, que provoca falta de desejo sexual. No caso do que os homens, a aversão ao sexo costuma estar relacionada também com problemas de hipogonadismo, ou seja, com o défice hormonal do testosterona”.

A origem dentre oriente transtorno pode ser primário ou secundário, o que significa que quem o sofre teve a começar sempre de aversão ao sexo, ou que este tenha surgido em um momento determinado, entre algum problema pessoal ou para casal, uma situação de stress ou injúria sexual, ou um problema hormonal. Para o psicólogo-terapeuta sexual Xud Zubieta, do Instituto Espill com Valencia, “mesmo que a culpa possa dever-se para traumas concretos, o mais comum é que responda na direção de pensamentos irracionais, que tendem a necessitar com lógica científica ou ter uma lógica subjetiva. Trata-Se, a partir de pensamentos que a pessoa desenvolve ou adota em um determinado momento a sua vida e que podem supor que alguém, ao longo de exemplo, associe a noite com alguma coisa de errado, com o que em ou necessariamente todo o mundo associa”. “Além disso, por se tratar de uma fobia, sua origem pode estar relacionada com qualquer vista que a forma de segmento para as relações sexuais, qualquer ponto específico do processo com a relação sexual, a contar da aversão com destino a aspectos visuais, olfativos ou com texturas, quase sempre relacionados com pensamentos ou idéias irracionais”, acrescenta o especialista.

São formalmente esses pensamentos que determinam os sintomas do que a aversão, que podem provocar no paciente depressão, ansiedade ou crise de pânico no momento do que enfrentar-se em direção a uma situação relacionada com o sexo ou outra que também lhe assustar. No sentido nascente, a pessoa afetada pode testar os mesmos sintomas em relação à limpeza corporal e sentir obsessão em lavar as mãos multidão com vezes ao dia, qualquer vez que acredita que toca alguma coisa suja, ou tomar banho sempre antes dentre praticar sexo. “Os principais sintomas da aversão ao sexo são variáveis, mas os mais frequentes são a ansiedade para a hora dentre realizar o ato sexual, o medo da gravidez, a contratura vaginal, experiências sexuais muito traumáticas ou frustrantes e ‘comportamentos a partir de vacância,’ no sentido de a situação de contato sexual, o que faz com que a qualidade de vida dentre levante paciente e seu parceiro se deteriore ou que, no caso em que a pessoa em ou tenha casal, dificulta muito que a encontre”, reconhecem Rosselló e Rodríguez.

Em suma, o traço essencial entre a aversão ao sexo é um medo desproporcional e irracional essa das experiências sexuais e, em consequência, um desejo compulsivo a evitá-la. O medo, que cobre o facto dentre ser vistos nudez até a rejeição ao contato com o sêmen, a masturbação, o sexo vocal e a penetração. O que para algumas pessoas é sinônimo para o prazer, para outros é uma verdadeira angústia que se esconde por trás dentre frases porquê ‘lhe dou importância ao sexo’ ou ‘meu namorado e eu queremos nos porquê dois irmãos’. Afeta até mesmo na direção de homens ou mulheres, mas parecem ser eles os que o reconhecem com maior freqüência, tal e uma vez que garantem os especialistas consultados. “Claramente, as mulheres têm menos vergonha essa reconhecer o seu problema, sobre tudo as mulheres após a menopausa. Paixão coincide com o fato que dentre os homens, mas sofrem também levante problema, têm tanta aversão ao sexo, mas a sua rejeição essa das relações sexuais está mais relacionado com problemas de identidade sexual ou disfunção orgânica. Nos homens a aversão é mais pontual”, explica Rosana Rodrigues.